Teste do zika vírus é recomendado mais de uma vez durante a gestação 06 nov 2017

Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, em São Paulo, aponta que as gestantes precisam realizar o teste do vírus da Zika mais de uma vez durante a gestação. A pesquisa revela que o resultado obtido em um único exame pode não ser o suficiente para assegurar e tranquilizar a mãe e os médicos, sendo importante repetir o exame mais vezes.
O trabalho começou a ser executado ano passado e incluiu 13 mulheres em diferentes estágios da gestação. Algumas tiveram o resultado positivo, após o primeiro exame. Outra observação do estudo é que logo após o parto, o causador da doença desapareceu do organismo das gestantes. Um dos pesquisadores aponta que, a partir do resultado dessa pesquisa, o indicado seria repetir o teste pelo menos mais duas vezes durante o período gestacional.

Zika

A Zika é uma doença causada por um vírus transmitido por mosquitos Aedes, que também transmitem dengue e chikungunya. Seus sintomas giram em torno de manchas pelo corpo, coceira, dor nas articulações, febre e até mesmo conjutivite.
Na gestação, quando a mulher é diagnosticada a atenção deve estar voltada totalmente para os cuidados com a saúde da mãe e do bebê. O vírus é capaz de atingir a placenta e o bebê, causando malformações neurológicas, como a microcefalia.

Como prevenir

A principal forma de prevenção é combater os focos do mosquito, em especial em períodos de muito calor  e chuvas. Alguns cuidados que podem ser tomados:

  • Não deixar água parada em sua casa ou quintal. Fique de olho em poças d’água. Os vasos de plantas também deve receber atenção para não acumular água.
  • Use repelente para se proteger contra insetos. É indicado reaplicar durante o dia e não apenas uma vez. Utilize diariamente.
  • Mantenha e reforce os hábitos de higiene: lave as mãos com frequência e não compartilhe talheres e copos com outras pessoas.