Hospital Bom Jesus realiza ação de prevenção e conscientização contra a Aids 02 dez 2017

Depois do outubro rosa e novembro azul, chegou a vez de uma nova cor: o dezembro vermelho. A partir deste ano, durante todo o mês de dezembro uma nova campanha entra para o calendário da conscientização e prevenção a saúde no Brasil.
O dia 1º de dezembro foi escolhido para marcar o Dia Mundial de Combate da Luta contra a Aids. Desde então, nesse dia, são realizadas ações em diversos países, visando a conscientização da população. Aqui no Brasil, a campanha ganhou um reforço com uma lei sancionada há cerca de um mês. Nacionalmente, um conjunto de atividades e mobilizações relacionadas ao combate do HIV e as demais infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) entram em cena durante todos os dias de dezembro. A campanha tem o foco na prevenção, assistência e proteção dos direitos humanos da pessoas diagnosticadas com o vírus.
WhatsApp Image 2017-12-01 at 15.29.45
Em virtude da campanha, e a fim de conscientizar a população, o Hospital Bom Jesus abraçou o tema. Nessa sexta-feira, Dia Mundial da Luta Contra a Aids, uma grande ação foi realizada no ambiente hospitalar. A programação contou com a distribuição de material informativo e preservativos para os colaboradores do HBJ, pacientes, médicos, visitantes e acompanhantes. Ao todo, todas as alas do hospital foram envolvidas na atividade e puderam compreender um pouco mais sobre a doença e se conscientizar quanto a importância da prevenção.
De acordo com dados divulgados pela UNAis, órgão das Nações Unidas (ONU) responsável pela epidemia, em julho deste ano, as estatísticas apontaram um aumento de 3% os caso de novos diagnósticos no Brasil. Internacionalmente essa taxa cresceu 11%.
Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, no período de 2007 a 2017, foram diagnosticados cerca de 38 mil casos de HIV/Aids, distribuídos em 730 cidades do estado. Mais de 46% destes casos estão entre jovens que possuem de 20 a 34 anos. Neste ano, no período de janeiro a novembro, aproximadamente de 3.500 pessoas foram diagnosticadas com a doença. Entre os anos de 2012 a 2016 houve um aumento significativo de casos no público masculino, alcançando uma média de 3 homens para cada mulher soropositiva em 2017.
O Brasil é referencia internacional quanto ao tratamento de Aids por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), que disponibiliza gratuitamente o coquetel de medicamentos e a testagem de sorologia. Além de disponibilizar também o principal meio de prevenção a doença: o preservativo.
WhatsApp Image 2017-12-01 at 15.29.47
Para a administração do Hospital Bom Jesus, campanhas de alerta e disseminação de informação para a população são de extrema importância. Conscientizar e prevenir são os principais passos para o controle de algumas doenças que mais matam em todo o mundo. “A ferramenta mais importante para alcance da população é a informação acessível. A partir da oportunidade de acesso à educação em saúde, é possível conscientizar o sujeito enquanto responsável pelo autocuidado e pela promoção e prevenção da saúde. As campanhas desenvolvidas desde o mês de outubro foram planejadas sob a ótica da disseminação da informação para toda a comunidade, não só do HBJ mas de toda a população de Congonhas. Enquanto instituição de saúde, temos a responsabilidade social de promover essas ações. Ressaltamos aqui o envolvimento dos colaboradores que fizeram ser possível todo esse trabalho”, comenta Raissa Rodrigues, Gerente de Projeto.
Quem ganha sempre é a população. Os colaboradores e pacientes recebem as ações realizadas com carinho e compreendem o alerta como gesto de prevenção a vida.
O HIV não apresenta sintomas e o acompanhamento médico desde o início é imprescindível para garantir qualidade de vida. O diagnóstico precoce é fundamental para interromper transmissão do vírus e obter um tratamento mais eficaz.
Cuidar da saúde é sempre a melhor escolha. Previna-se!