Número de vacinação em queda é alerta para o reaparecimento de antigas doenças 04 set 2017

A cobertura de vacinação para doenças como sarampo, caxumba e rubéola cai a cada ano. Isso tem preocupado as autoridades, pois, as pessoas estão cada vez mais suscetíveis a essas doenças.
O Brasil é conhecido mundialmente pelo seu amplo programa de imunização, disponibilizando vacinas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Programa Nacional de Imunização (PNI) dispõe, hoje, de 27 vacinas para a sociedade. Porém, ainda sim, o número de cobertura vacinal em território nacional vive em queda.
As taxas do PNI mostram que o governo brasileiro tem tido grandes dificuldades em bater a meta de vacinação da população. Em 2016, o Brasil registrou a pior porcentagem de imunização dos últimos 12 anos. Enquanto a meta recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 95%, nosso país fechou os dados, emitidos após a campanha nacional de multivacinação, em 84%. Os fatores que podem estar por trás desses números são: os desabastecimentos de vacinas em municípios e pais que se recusam a vacinar seus filhos.

Riscos

A temida redução de pessoas vacinadas pode trazer antigas doenças já controladas no país, como a poliomielite, que é responsável pela paralisia infantil e está erradicada desde a década de 90 no Brasil.

Causas

Um dos motivos comuns para a queda de vacinação pode ser a recusa de alguns pais em vacinar seus filhos por julga-los saudáveis. Com várias vacinas disponíveis, os pais optam por quais vão aplicar nas crianças. Crenças religiosas e reações das vacinas também estão entre os fatores para os baixos números de vacinação.

Importância da Vacinação

As vacinas estabelecem defesas contra agente causadores de doenças. Elas são substâncias produzidas com proteínas, toxinas, bactérias e vírus que agem diretamente no nosso sistema imunológico, a fim de prevenir o surgimento de determinadas doenças. Assim, ao se vacinar, nosso organismo se estimula a produzir anticorpos e se torna resistente a graves infecções. A vacinação é o método mais seguro de prevenção a doenças.
Confira o calendário de vacinação do Ministério da Saúde aqui.
Vacine-se e cuide de você e sua família!