Novembro azul: homem que se cuida valoriza a vida 03 nov 2017

O Novembro Azul tem como objetivo informar e conscientizar a população sobre o câncer de próstata. A mobilização mundial visa incentivar os homens a cuidarem da sua saúde com consultas de rotina a especialistas, que são capazes de realizar uma avaliação individualizada sobre o risco de desenvolvimento do câncer de próstata.
O câncer de próstata é a segunda doença que mais acomete o homem e a segunda causa de morte por câncer na população masculina, atrás apenas do câncer de pulmão. Segundo o Ministério da Saúde, 14.484 homens faleceram em decorrência da doença, em 2015 no Brasil, e anualmente, mais de 61 mil novos casos são diagnosticados de acordo com o Instituto Nacional do Câncer.
Chamar atenção para essa causa é uma necessidade. O diagnóstico precoce para esse tipo de câncer é essencial para o tratamento. Dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), mostram que 20% dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados da doença. O que faz com que a taxa de mortalidade chegue a 25% dos pacientes.
Na maioria dos casos a doença demonstra um desenvolvimento lento. Em primeiro momento o paciente não apresenta sintomas relacionados ao câncer de próstata, ao longo do tempo, o tumor cresce e pode ocasionar sangramentos, obstrução do canal urinário e dor na pelve. Em um estágio mais avançado, o tumor pode espalhar-se pelo corpo, causando lesões nos ossos, pulmões e outros órgãos.
Sua principal forma de prevenção são os exames de Antígeno Prostático Específico (PSA) e o exame físico da próstata. Caso tenha alguma alteração, o médico solicita uma biópsia da próstata. Ao fazer essa analise é possível afirmar o diagnóstico de câncer.
Após o diagnóstico, o médico discutirá com o paciente as opções de tratamento. Dependendo do estágio da doença e outros fatores, os principais tratamentos para o câncer de próstata podem incluir: cirurgia, radioterapia e quimioterapia.
De acordo com ao SBU, a hereditariedade é um dos principais fatores de risco para o câncer de próstata. A recomendação é que homens a partir de 50 anos procurem um médico especializado para monitorar sua saúde. Caso o paciente tenha histórico familiar da doença, o indicado é que a avaliação seja iniciada aos 45 anos.

Mantenha sempre sua saúde em primeiro lugar

Previna-se! Procure o um especialista e realize os exames necessários. Seu melhor tratamento é cuidar de você.