Cuidados com o verão: exposição ao sol pode causar câncer de pele 27 dez 2017

O verão chegou e com ele alguns cuidados extras que devemos ter com a saúde, principalmente ligadas diretamente a exposição ao sol.  Este último mês, assim como outros anteriores, foi dedicado a um tipo de câncer a fim de esclarecer e conscientizar as pessoas sobre a doença. Intitulado “Dezembro Laranja”, as campanhas de dezembro foram voltadas para a prevenção e conscientização do câncer de pele.
O câncer de pele é responsável por 30% dos casos de câncer no país, sendo a taxa mais alta relacionada a tumores malignos. Neste ano, o Instituo Nacional do Câncer (Inca) estimou 180 mil novos casos da doença em brasileiros.
Os sinais do câncer de pele podem decorrer do aparecimento de uma pinta, uma pequena alergia ou outras alterações aparentemente benignas na pele. O diagnóstico é feito pela avaliação clínica e exame patológico, uma biópsia do tecido suspeito.
A exposição ao sol é uma das principais causas relacionadas ao desenvolvimento do câncer de pele. Confira as recomendações que o Hospital Bom Jesus separou para você se prevenir e aproveitar o verão de forma saudável:

  • Use chapéus, camisetas e óculos escuros quando for sair ao sol.
  • Evite a exposição solar entre 10h e 16h. Nesses horários tente permanecer na sombra;
  • Na praia ou na piscina, use barracas feitas de algodão ou lona. Elas absorvem 50% da radiação ultravioleta.
  • Use filtro solar diariamente, e não somente em horários de lazer ou diversão quando se expor ao sol. Utilize um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e que tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo;
  • Faça o uso do protetor solar a cada duas horas ou menos quando se expor a radiação solar.

Conheça sua pele

É de extrema importância que você conheça sua pele e a analise periodicamente. Essa é uma maneira simples e fácil de detectar precocemente o câncer de pele. Com a ajuda de um espelho, você pode enxergar áreas que raramente consegue visualizar. Observe se há manchas que coçam, ou sangram e que não conseguem cicatrizar. Além de estar atento para o aparecimento de pintas e se mudaram de tamanho, forma ou cor. O diagnóstico precoce é muito importante, já que a maioria dos casos detectados no início apresenta bons índices de cura.

Dezembro Laranja

Chegamos ao fim de dezembro, mas o verão continua laranja. Cor que remete ao sol e ao tom dos corpos bronzeados, laranja também é o símbolo da luta contra o câncer da pele. Com a intenção de estimular a população na prevenção e no diagnóstico da doença, em 2014 a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) deu inicio ao movimento de combate ao câncer de pele, o “Dezembro Laranja”. Desde então, sempre no último mês do ano, a entidade realiza ações para lembrar como evitar o câncer mais comum no país.
Lembre-se! É fundamental fazer periodicamente a avaliação da sua pele junto a um dermatologista, caso tenha alguns dos sinais citados acima. A consulta com um especialista faz toda a diferença na hora de detectar qualquer tipo de alteração suspeita e só ele pode dar um diagnóstico correto.
Além disso: cuide-se. Proteja-se muito bem do sol.