Cuidados com hidratação são fundamentais durante o verão 08 jan 2018

Com o aumento da temperatura durante o verão, é importante cuidar ainda mais da hidratação do nosso corpo. É nesse período que a perda de água do nosso organismo se torna maior, tornando a desidratação algo comum nesta estação do ano.
De acordo com estudos realizados pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, 80% das necessidades de água diária do nosso corpo são supridas pela ingestão de líquidos e 20% por meio da alimentação.
Em condições normais, o organismo de uma pessoa adulta perde em média 2L de água por dia, considerando as perdas pelo suor, urina e fezes. Por isso, é necessária a reposição diária de em média 2 litros de água, considerando qualquer forma de ingestão, pura ou na forma de alimentos tanto líquidos quanto sólidos. Isso mesmo. Ao contrário do que muitos pensam, não são apenas os alimentos na forma líquida que hidratam o organismo. Existe água em todos os alimentos, e em alguns a concentração é maior. Quando nós perdemos mais água do que repomos, o organismo entra em processo de desidratação. A desidratação interrompe os níveis usuais de sais e  açúcares no sangue, o que pode interferir no funcionamento do nosso corpo. Isso pode ser extremamente perigoso e, em casos extremos, até fatal. A água é essencial em todos os processos vitais do nosso organismo.

Como saber se o corpo está hidratado?

Uma das maneiras de observar se o nosso corpo está hidratado é olhando para cor do xixi. Se ele estiver clarinho é sinal que está ingerindo boa quantidade de líquido. Se estiver escuro, seu organismo precisa de mais água.
O que ajuda a hidratar no verão
Água (com ou sem gás), água de coco, sucos naturais, bebidas isotônicas, frutas e verduras como melancia, cenoura, laranja, manga, tomate, kiwi, laranja, brócolis, agrião e abóbora, além dos picolés de fruta.
O que não ajuda
É preciso ter cuidado com bebidas diuréticas como café e cerveja, elas desidratam ainda mais o corpo. Refrigerantes, energéticos, demais bebidas alcoólicas, picolés à base de leite e gordura também devem ser evitados.
Fique atento aos sinais de desidratação como: boca seca, sonolência ou cansaço, sede, diminuição da produção de urina, pele seca, dor de cabeça, prisão de ventre, tonturas ou vertigens. Ao observar alguns dos sintomas citados procure um médico.
Cuide da sua saúde!