Consumo de álcool aumenta o risco de câncer 11 jan 2018

Uma pesquisa divulgada na última semana aponta com detalhes como o álcool pode aumentar o risco de câncer. Cientistas apontaram que um subproduto da bebida alcoólica, o acetaldeído, causa danos permanentes ao DNA de células-tronco no sangue, aumentando o risco de cânceres.
Todos sabemos que o consumo de álcool traz danos a nossa saúde e aumenta a probabilidade de câncer. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o consumo está relacionado com câncer de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino e mama. O estudo foi realizado para analisar o risco com detalhes no metabolismo de cobaias, explicando exatamente como acontece essa relação de álcool e câncer.
Os pesquisadores do Laboratório de Biologia Molecular da Universidade de Cambridge, analisaram minuciosamente cromossomo e sequenciamento de DNA em cobaias que receberam altas doses de álcool. Nesses testes foram observados que o acetaldeído, um produto da metabolização do álcool, causa danos irreversíveis às células-tronco do sangue.
As células-tronco possuem maior capacidade de se multiplicar e de distinguir em diferentes tecidos. Mutações assim, são cruciais para o desenvolvimento de tumores.
O estudo da Universidade de Cambridge também demonstrou como o organismo das cobaias tentou se proteger contra esses danos ao DNA causados pelo álcool. Os dados apontam que uma enzima, chamada de “aldeído desidrogenases (ALDH)”, tenta transformar a bebida em fonte de energia, como se ela fosse um alimento para o organismo. Porém, há pessoas que não possuem essa enzima, ou ela não funciona corretamente. Assim, quando essas pessoas fazem o consumo de álcool, o acetaldeído se acumula, aumentando ainda mais a chance de danos ao material genético.
Em testes, pesquisadores observaram que o dano ao DNA chega a ser quatro vezes maior sob as dependências dessa substancia. Também, segundo a pesquisa, dependendo da quantidade ingerida, o acetaldeído nem sempre é eliminado totalmente do nosso organismo.
O uso excessivo de álcool é responsável por mais de 3 milhões de mortes ao ano em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, cerca de 6% da população tem algum problema ou doença associada ao uso do álcool, como câncer pancreatite e cirrose hepática.
Cuida da sua saúde, previna-se!