Colesterol alto: conheça os mocinhos e vilões dessa doença 08 ago 2017

Hoje, 8 de agosto, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. O colesterol alto é provocado quando há excesso de gordura no sangue, que pode obstruir os vasos sanguíneos e se acumular causando aterosclerose (artéria com placas de colesterol em seu interior que pode causar acidentes cardiovasculares).
Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, ao menos 40% da população brasileira possui o colesterol alto. Ter uma alimentação balanceada e hábitos de vida saudáveis como não fumar, praticar exercícios físicos e evitar o excesso de bebidas alcoólicas, pode ajudar a manter o nível equilibrado e adequado do colesterol. Quando alto, ele é considerado um gatilho para diversas doenças como infarto, derrame cerebral e até Alzheimer.
Muitos sabem que o tratamento não consta em apenas medicamentos. Quem sofre com o colesterol alto identifica que não adianta apenas seguir os horários e doses de remédios. É necessário controlar a alimentação e mudar alguns hábitos de vida para manter as taxas de colesterol normalizadas. Mas, para quem quer evitar esse mal tão comum na sociedade é simples. Confira as dicas especiais que preparamos para combater o colesterol alto:

O QUE COMER O QUE NÃO COMER
AVEIA
CASTANHAS
PEIXES
NOZES
ALIMENTOS INTEGRAIS EM GERAL
QUEIJO AMARELO
PIZZA
COMIDAS FRITAS
SALGADOS
CARNES GORDUROSAS

Apesar de todo o cuidado com a alimentação é importante manter a atividade física como aliada. Assim, fica mais fácil controlar o colesterol.

COMO ABAIXAR OS NÍVEIS DE COLESTEROL

Para abaixar os níveis de colesterol, e mantê-los regulados evitando vários problemas de saúde, temos 3 dicas que auxiliam a diminuir o excesso de gordura no sangue:
1. Suco de berinjela:
Muitos não sabem, mas a berinjela tem um grande poder antioxidante. Assim, ela ajuda a eliminar as toxinas e gorduras de todo o corpo. Além de ser fácil preparar o suco, ela também pode ser servida junto com as refeições diárias.
2. Frequentemente beber chá preto:
O chá preto possui um alto potencial de cafeína, que ajuda a combater as placas de gordura do organismo. Mas, pessoas com restrição médica a cafeína como gestantes, não devem fazer o consumo desse chá.
3. Fazer exercícios físicos regularmente e evitar comer alimentos gordurosos:
Falamos que o exercício físico e a alimentação saudável são aliados não é atoa. Além de diminuir os níveis de colesterol, eles ajudam a prevenir diversas doenças. O ideal é no mínimo 3 vezes por semana, praticar atividades aeróbicas, uma caminhada, ou corrida. É necessário cortar os excessos e evitar consumir alimentos que contem muita gordura como mortadela, bacon, carne de porco, e linguiça. E enriquecer o cardápio alimentar com frutas, legumes e verduras.

MOCINHO x VILÃO

A Sociedade Brasileira de Cardiologia, afirma que nem todo colesterol é ruim para o corpo humano. Ele é um conjunto de gorduras necessárias para o nosso organismo manter e realizar algumas funções.
Colesterol ruim – LDL: gruda nas paredes das artérias e causa obstruções.
Colesterol bom – HDL: ao contrário do LDL, ele desentope os vasos sanguíneos e ajuda no funcionamento do organismo.
As taxas de colesterol adequadas são 100mg/dl para o LDL e acima de 40mg/dl para o HDL. Quando o nível de LDL está muito elevado é necessário fazer o uso de medicamentos para ajudar a controlar o colesterol.
Para manter o colesterol em equilíbrio faça exames médicos regularmente e mantenha uma vida saudável.